Skip Navigation LinksPágina Principal
Leia mais

 

O BNGB é um produto do Centro de Referência em Nomes Geográficos (CRNG) do IBGE, e foi desenvolvido por uma equipe multidisciplinar envolvendo servidores da Coordenação de Cartografia (CCAR) e da Diretoria de Informática deste órgão.

Os nomes contidos nesta primeira versão do BNGB são oriundos da Malha Municipal 2005, BCIM (Base Cartográfica Vetorial Contínua do Brasil, ao Milionésimo) - versão 2.1. e do Projeto Nomes Geográficos do Estado do Paraná (PNGPR) - Folha Palmeira., sendo os dois primeiros produtos do IBGE e o último fruto de um convênio deste instituto com o governo do Estado do Paraná.

O Banco, alinhado à política brasileira de incentivo ao uso de software livre, foi desenvolvido com tais ferramentas, e contempla os aspectos geocartográficos e histórico-geocartográficos dos nomes nele contidos.O Aspecto Geocartográfico contempla as seguintes informações sobre o nome geográfico: código, nome geográfico oficial (e variantes), classificação do elemento cartográfico por categoria de informação, localização geoespacial e escala de representação na cartografia nacional e os produtos nos quais está representado. Nesta aplicação pode-se consultar um nome geográfico ou parte dele, os nomes geográficos dadas as coordenadas dos pontos máximo e mínimo de um recorte geoespacial, ou ainda, os nomes geográficos de determinada categoria de informação.

As categorias de informação consideradas são:

·         Atividades Econômicas Gerais: nomes geográficos de atividades econômica, habitacional e cultural, serviço e comércio, e serviços públicos e concessões. Tem-se como exemplos: barragem, colônia agrícola, fazenda, posto indígena, usina, dentre outros.

·         Hidrografia: nomes geográficos das águas correntes ou estáveis da Terra, bem como elementos naturais ou artificiais, expostos ou submersos, contidos neste ambiente.Tem-se como exemplos: arquipélago, arroio, atol, açude, baixão, cachoeira, córrego, igarapé, ilha, rio, dentre outros

·         Hipsografia: nomes geográficos das formas da superfície da Terra e do fundo das águas incluindo, também, os materiais expostos, com exceção da cobertura vegetal. Tem-se como exemplos: monte, morraria, morro, pedra, pico, praia, dentre outros.

·         Limite: nomes geográficos das linhas artificiais, definidas por atos legais, delimitando fronteira político-administrativa e áreas de planejamento operacional, bem como os marcos que materializam estas linhas no terreno. Porém no BNGB estão armazenados apenas os nomes geográficos das áreas Especiais, tais como: estação ecológica, floresta, parque, área de proteção, reservas, dentre outros.

·         Localidade: nomes geográficos dos espaços geográficos com alguma concentração de ocupação humana, conforme a classificação do IBGE, tais como: cidades, vilas, aldeia indígena, dentre outros. Na maioria dos elementos desta categoria de informação o termo genérico dos nomes geográficos são ocultos. Exemplo: Cidade de São Paulo -> São Paulo.

·         Sistema de Transporte: nomes geográficos das vias destinadas ao transporte e deslocamento de carga e passageiros.Tem-se como exemplos: aeroporto, estação ferroviária, estrada, ferrovia, porto, ponte, rodovia, dentre outros.

O Aspecto Histórico-Geocartográfico contempla dados históricos dos nomes geográficos, que podem contribuir com informações relevantes para pesquisas acadêmicas e econômicas, além de subsidiar o Comitê de Nomes Geográficos (CNGEO) da CONCAR quanto à padronização dos nomes geográficos.

Este aspecto do Banco de Nomes Geográficos do Brasil (BNGB) possibilitará recuperar as seguintes informações: a história dos nomes geográficos, as variantes históricas dos nomes geográficos e ainda, os históricos de pertinência de um determinado nomes geográfico no território nacional ao longo dos anos.

Atualmente está disponível para consulta no BNGB a história dos nomes geográficos dos municípios dos estados de Rio de Janeiro e Paraná. A história dos nomes geográficos dos municípios dos demais Estados brasileiros encontra-se em CONSTRUÇÃO.